É quase inevitável gesticular as mãos enquanto conversamos.  Mas, e se você tivesse que comunicar tudo apenas com as mãos? É um desafio para um missionário explicar o evangelho para uma cultura totalmente diferente, assim como na tradução de um texto alguma coisa sempre se perde. Na linguagem com Libras não é diferente.

A Libra é outro idioma. O surdo faz parte da sua própria cultura, mesmo tendo nascido no mesmo lugar que um ouvinte. Para encarar tantos desafios, o Ministério Adventista de Surdos (MAS) de Porto Alegre organizou um evento que reuniu interessados em trabalhar neste ministério.

A reunião, que ocorreu na igreja adventista central de Gravataí, no sábado 1º de dezembro, contou com o Coral de Libras da central de Esteio, encenação muda, entrevista com um surdo e um debate entre surdos e ouvintes. O objetivo do evento foi apresentar os desafios do ministério, quebrar barreiras e motivar novos interessados em trabalhar com uma área carente de voluntários.